Barcelos

 
 
 
História

Barcelos foi primitivamente aldeia dos índios Manaós. Tendo aí chegado, em 1728, Frei Matias São Boaventura instalou a Missão de Nossa Senhora de Mariuá. Erguida a capela de palha, que tomou o nome de Nossa Senhora da Conceição, os carmelitas passaram à construção de um hospital e, em seguida, de um colégio. A missão estendeu a catequese às tribos Barés, Banibás, Passes e Uerequenas, constituindo núcleo de cerca de dois mil silvícolas.


Frei José de Madalena, substituto de Frei Matias, orientou, em 1739, a construção da capela de São Caetano e, em 1744, a de Nossa Senhora Santana.


No ano seguinte, chegou a Mariuá o Capitão-General Francisco Xavier de Mendonça Furtado para dar cumprimento ao tratado de limites entre Portugal e Espanha.


Construíram-se pontes e aterros. Abriram-se ruas e uma praça, onde foi levantado prédio, pelo engenheiro Felipe Sturim, para residência do demarcador espanhol. O "palácio das demarcações" e a "casa de espera" também foram construídos nesse período. A população já havia subido a três mil habitantes quando, a 13 de abril de 1755, foi criada a Vigararia-Geral.


O Município, com o nome de Barcelos, foi criado a 6 de maio de 1758, ao tornar-se sede da antiga capitania de São José do Rio Negro, atual Estado do Amazonas. Permaneceu como capital até 1791, quando a sede da Capitania se transferiu para o lugar da Barra, atual cidade de Manaus.


Em 1799 retomou a anterior dignidade que foi conservada até 1808.


Em 1833 recebeu a antiga denominação de Mariuá, até que, por força da Lei n.° 33, de 4 de novembro de 1892, passou à atual denominação.


O Ato estadual n.° 45, de 28 de novembro de 1930, suprimiu o Município, sendo restaurado em 14 de setembro de 1931 (Ato estadual n.º 33 ou 959).


O Decreto-lei estadual n.° 68, de 31 de março de 1938, concedeu à sede do Município foros de cidade. Compõe-se de 3 distritos: Barcelos (sede), Carvoeiro e Moura.


A comarca de Barcelos foi criada pela Lei de 30 de abril de 1876.


Os dados preliminares do Censo Demográfico de 1960 registravam população de 12.250 habitantes, acusando aumento de 149% no último decênio. A contribuição da zona rural era de cerca de 87%.
No distrito-sede situam-se 63% dos habitantes do Município. Há, em média, 1 domicílio para cada grupo de cinco pessoas. A densidade demográfica é de 10 habitantes para 100 quilometros quadrados.

Os distritos de Carvoeiro e Moura apresentaram os maiores índices de crescimento.

Situado na margem direita do Rio Negro, é um dos 6 Municípios que integram a zonafisiográfica do mesmo nome. Com área de 122.429 quilometros quadrados, limita-se com os Municípios de: Ilha Grande (ex-Tapurucuara), Maraã, Coari, Codajás e Airão, além de confinar com o Território de Roraima e tem divisas internacionais com a Venezuela.


A sede municipal aos 0° 58' 30" de latitude sul e 62° 56' 20" de longitude W. Gr., dista 399 quilometros, em linha reta, da Capital do Estado, rumo ONO. A altitude é de 41 metros acima do nível do mar.


Gentílico: barcelense

 
Aniversário da Cidade
31 de Março
 
População
25.718 habitantes
 
Eventos Importantes
Festival do Peixe Ornamental – FESPOB (31.01 à 02.02)
Festejos de Santo Alberto – festa religiosa mais tradicional do município (28.07 à 07.08).
Festival de Verão (final do mês de novembro)
 
Pontos Turísticos
Igreja de Nossa Senhora da Conceição
Arquipélago Mariuá
Cachoeiras e lagos
 
Informações Úteis
Prefeitura Municipal de Barcelos
Telefones: (97) 3321-1110
Site: http://www.barcelos.am.gov.br/
 
Ações do PMDB no Município:
 
 
 
 
 
 
 

 

 

Redes sociais

Curta nosso Facebook

Receba novidades

Cadastre-se e receba as novidades do PMDB no seu telefone.

Rua Sete,10- Conjunto Castelo Branco - Bairro Parque Dez de Novembro. CEP 69053-100, Manaus-AM.
Telefone/Fax: (92) 3584-1515 / 3643-2700
E-mails: pmdb@pmdbam.com.br
Copyright © 2014 - Partido do Movimento Democrático do Brasil - PMDB - Diretório Estadual . Todos os direitos reservados.